terça-feira, agosto 29, 2006

Liberdade, essa palavra

Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda.

(Cecília Meireles)

do blog enquanto dá:


"Mais de trinta anos depois da maldita ditadura, hoje, eu - quem diria - tenho um pouco de medo do que vou escrever aqui.

Fatos apontam que nosso governador Aécio Neves age de forma coerciva no tocante à liberdade de expressão nos meios da comunicação. Para averiguar melhor a questão, o site Liberdade, essa palavra, produziu um vídeo e também registra alguns momentos em que houve abuso de poder de nosso governador junto à mídia.

Pessoalmente, sou militante do PT mas descrente quanto à política de um modo geral. E sempre desconfiei da direita de quem Aécio faz parte. Ademais dos supostos melhoramentos Minas continua carente do que sempre foi, principalmente educação e atendimento médico, ambos caóticos no Estado.

E também, ademais de quaisquer melhoramentos, o abuso de poder é motivo suficiente para que Aécio não seja eleito novamente.

Confiram o site."

Eu reforço: confiram o site e ASSISTAM O VÍDEO!

6 comentários:

Anônimo disse...

Jornalistas mostram que PT manipulou vídeo contra Aécio


Falsificação pretendia desgastar imagem do governador


Brasília (30 de agosto) - Estão sendo divulgados hoje, em Belo Horizonte, depoimentos gravados de dois jornalistas que comprovam a manipulação fraudulenta existente em um vídeo difundido pelo PT de Minas Gerais na internet, acusando o governo do estado de censurar a imprensa regional. Marco Nascimento, ex-chefe de jornalismo da Rede Globo, e Ugo Braga, ex-editor do jornal Estado de Minas, contam em detalhes as circunstâncias em que se deram as suas demissões das duas empresas, em 2004, e isentam o governo estadual de qualquer participação nos episódios.


Fins eleitoreiros


O relato dos jornalistas deixa evidente a falsificação empregada com fins eleitoreiros. Originalmente, o vídeo pretendia ser um trabalho de conclusão do curso de jornalismo da Universidade Federal de Minas Gerais. Foi produzido por um estudante a partir de uma colagem grosseira de alguns depoimentos colhidos em Belo Horizonte. As falas dos entrevistados foram editadas fora do contexto original, com intuito de demonstrar a tese segundo a qual o governo do estado cerceava a liberdade de expressão nas redações dos principais veículos de comunicação de Minas.


Nesta edição, os episódios aparecem relatados de forma a forçar uma conclusão final que aponte para uma hipotética pressão política do governo. Os jornalistas se mostraram indignados com o uso político que está sendo feito dos seus depoimentos, totalmente tirados do contexto original.


Com a campanha eleitoral de 2006 em pleno andamento, o PT tirou o vídeo da prateleira universitária e passou a usá-lo como parte da campanha para tentar desacreditar o governador Aécio Neves. O governador mineiro tem cerca de 90% da aprovação de sua administração e mais de 70% da intenção de votos nas pesquisas, contra minguados 9% do adversário petista, o ex-ministro Nilmário Miranda, que ocupou a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos nos três primeiros anos do governo Lula.

Saiu no Minasblog.

Clarice disse...

Saiu no minasblog (?), sem assinatura, e cita como fonte a "Agência Tucana", que como o próprio nome deixa claro, deve ser uma instituição super isenta!

Vamos lá. O vídeo "Liberdade, essa palavra" está em um site - http://www.amplifique.com/ - criado pelo próprio autor, logo, ele não foi "difundido pelo PT de Minas Gerais", nem tirado pelo PT "da prateleira universitária". Foi divulgado sim, amplamente (dentro dos meios possíveis), por cidadãos indignados com a CENSURA imposta por aecinho.

O fato de DOIS jornalistas, dos SETE que aparecem no vídeo, resolverem gravar um depoimento desmentindo o que eles mesmos disseram no vídeo só aumenta a minha suspeita de que há algo de muito podre no ar!

O que será que aconteceu para eles mudarem de idéia? Será que de repente eles tiveram uma lembrança súbita de que as coisas não tinham acontecido exatamente do jeito que disseram antes? Por quê um governador que "tem cerca de 90% da aprovação de sua administração e mais de 70% da intenção de votos nas pesquisas, contra minguados 9% do adversário petista" está se incomodando tanto com um vídeo "manipulado", "grosseiro" e "fraudulento?

Quem não deve não teme! E onde há fumaça, há fogo. Infelizmente, eu tenho consciência de que é praticamente impossível reverter o quadro eleitoral deste ano, mas eu tenho também a esperança de que um dia a máscara desse sujeito caia de vez! E eu não me surpreenderia nada de saber que isso que a gente vê é apenas a ponta de um monstruoso iceberg!

Marcelo Carota disse...

Algumas perguntinhas:

Devemos presumir que TODOS os professores de comunicação da UFMG são umas toupeiras incapazes à percepção de uma edição tão tacanha como você aí, no anonimato, acusa ser, e ainda levianos o bastante para a aprovação do trabalho do autor?

Você aí, no anonimato, sabe (pode) dizer aonde as "madalenas arrependidas" já estão trabalhando?

Que sejam ex-globo e ex-estado de minas já não lhe diz muito de seus comportamentos?

O que o Jorge Kajuru tem a dizer sobre isso? (seria interessante você aí, no anonimato, tentar colher a sua, dele, opinião?

Por que o texto no blogue tucano é apócrifo?

Por que você precisa se manter no anonimato?

Por que o tucanato, nessas horas, parafraseando uma expressão que o Anestesia - ops, digo, anastasia - certamente sabe ao quê se refere, "não ousa dizer seu nome"?

E última, mas não menos importante (ao menos para você aí, no anonimato): se, por acaso, o governador der com as gônadas numa quina de mesa, amassando-as, você aí, no anonimato, poderá sorrir sem constrangimento?

Clarice, me desculpe por certas alusões ligeiramente grosseiras, mas, se você pensar bem, elas não correspondem nem a um quinto das baixarias que o SILÊNCIO IMPOSTO pelos neves oculta.

Um abraço pra você, Clarice.

Outro pra você aí, no anonimato. No seu caso, porém, um abraço por trás. Não se ofenda - o aecinho faz pior e você, que coisa!, ainda o defende...

Anônimo disse...

Confira no youtube:

"Liberdade de Imprensa em Minas" - Primeira Parte
http://www.youtube.com/watch?v=rkhBSXy9s64

"Liberdade de Imprensa em Minas" - Segunda Parte
http://www.youtube.com/watch?v=UcMECWej9Ag

Helena disse...

Como disse o amigo anonimo ai a cima, eu também daria a sugestão que você colocasse esse video no YouTube, assim mais pessoas tomariam conhecimento dele
http://youtube.com/
Também divulgue nas comunidades Petista no Orkut, afinal não podemos desprezar o orkut onde alguns milhões de pessoas acessam diariamente.

Um grande abraço para você

Clarice disse...

Marcelo, não tem nada que se desculpar, como você costuma dizer, "mi casa, su casa"! :)

Helena, o anônimo aí de cima na verdade postou os links para a resposta tucana. Eu não postei o vídeo "Liberdade, essa palavra" no youtube porque o site é bloqueado em vários lugares, mas ele já está lá:

Parte 1:
http://www.youtube.com/watch?v=UqEimwCupsQ

Parte 2:
http://www.youtube.com/watch?v=H_aV9-lo8Pw

Também já vi o vídeo amplamente divulgado nas comunidades do orkut, eu mesma recebi diversos emails recomendando o vídeo mesmo depois de já o ter postado aqui - é importante observar que NENHUM dos vários emails que recebi vieram de comitês ou candidatos petistas, mesmo sendo eu uma assinante de diversas newsletters do partido e de seus candidatos. TODOS vieram de cidadãos, amigos meus, conhecidos de orkut, que têm na internet a única brecha possível para divulgar a podridão que a nossa imprensa acoberta.

Comecei a ver os vídeos tucanos, e com certeza responderei com a devida calma assim que tiver tempo, mas como já foi dito, essa reação tão indignada contra algo supostamente mentiroso, vinda de um candidato tão bem colocado nas pesquisas, só reforça para mim que aecinho tem a esconder muito mais do que sonha a nossa vã filosofia...

Obrigada pelas dicas e pela visita!

Abraços!