sexta-feira, outubro 19, 2007

Exercício de cidadania

Recebi o e-mail abaixo do leitor Aluimar Resende:

"Prezada Clarice,

muito pertinentes as matérias publicadas em seu blog sobre o governador Aécio Neves. Pena que pouca gente se interessa por questionar o que o "novo" Collor de Mello está fazendo administrativa e economicamente com nosso estado. Dizem existir um gênio por trás dele, e eu acredito nisto, pois só com um gênio mesmo de lâmpada e tudo para conseguir remendar o rombo que este governo está fazendo nas finanças do estado em prol de sua candidatura a presidência, que é garantida seja pelo tucanato ou outro partido qualquer que o valha. As despesas com marketing e obras de vulto nacional não param, aliás, só no que tange ao marketing, pois as obras...

Sou um usuário diário da principal via que compõe a "LINHA VERDE", a Avenida Cristiano Machado, e o que todos podemos ver pelo menos nos últimos seis meses é uma tremenda enganação de vários postos de trabalho e todos com pouquíssimos trabalhadores e chance nenhuma de conclusão de nada, a não ser o trecho que compreende do centro, Av dos Andradas até a saída do túnel, e na chegada ao Aeroporto Tancredo "Neves", aonde provavelmente se anda de vidros abertos com visitantes. Engarrafamentos diários, desvios de faixas e mãos de trânsito provocando confusão e acidentes com motoristas e pedestres. Chego a brincar falando com amigos que têm sempre dois operários trabalhando: um tira uma pá de terra e joga para a esquerda e o outro tira esta mesma pá e devolve para a direita. É impressionante como o ritmo das obras caiu após a eleição. Qualquer usuário como eu que prestar um pouco a atenção, verá que existem trechos que o concreto já está ficando com um aspecto de velho antes da obra ser concluída e que muito provavelmente o que seria a solução para o trânsito da região norte da cidade, ao ficar pronta já estará completamente obsoleta e provavelmente não resolverá problema algum a não ser o da eleição presidencial...

Quero deixar claro que não considero de maneira alguma este conjunto de obras mais importante que as de qualquer outra cidade do estado, ou ainda pior que seja mais importante que um bom planejamento para resolver problemas seríssimos de saúde e educação. Quero apenas reforçar que a base do governo Aécio é fazer inauguração de obras e deixar o marketing cuidar do resto, pois até agora só ouvimos blá, blá, blá!!!

Um grande abraço

Aluimar Resende Francisco

PS: se houverem outros canais para relatar estes fatos por favor me indique pois estou indignado com a apologia falsa e surreal que se faz do governo de Minas.
A comparação que faço com o nosso ex-presidente não se refere à roubalheiras e conchavismo, ma somente à utilização do marketing como principal instrumento de governo."


Antes de mais nada, agradeço ao Aluimar não só a mensagem, mas a autorização para publicá-la aqui.

Respondi que é muito estimulante receber emails desse tipo, afinal, por razões óbvias, a gente SABE que existem coisas erradas acontecendo, mas o mundo da grande mídia é um mundo maravilhoso de fantasia, e essas pequenas coisas, esses pequenos relatos de cidadãos comuns é que reforçam a necessidade de se manter sempre um olhar crítico e atento, além de um pé (ou os dois) atrás quando lemos sobre as inúmeras e inquestionáveis virtudes do nosso governador inatacável.

Sugeri ao Aluimar que visitasse os links ao lado, podem ser úteis. Mas ao escrever pra ele tive a idéia de uma experiência que pode ser interessante! Sugeri que ele escrevesse seu relato, como cidadão comum, aos grandes jornais de Minas, afinal, todos os dias vemos reclamações desse tipo sobre a Prefeitura. Claro que se a carta fosse publicada seria uma enorme (e boa) surpresa, eu duvido que seja. Mas o que será que aconteceria se, diariamente, diversos cidadãos começassem a enviar seus relatos, suas histórias, denúncias e reclamações sobre o governo estadual? Até quando os jornais os ignorariam? Que estratégias usariam para inverter os sentidos?

Enquanto buscava os contatos dos jornais para envio de cartas dos leitores, acabei achando o tradicional Alô!Alô!, do finado DT, agora no tablóide Aqui. Curiosamente, a reclamação do dia (ontem) era sobre a linha verde. O cidadão reclama, reclama, reclama e no fim põe a culpa em quem? Na BHTrans! Na Prefeitura! Impressionante, ainda que não surpreendente.

Enfim, se alguém quiser se dispor a fazer o teste, copio abaixo os contatos dos jornais. Muitas vezes nos sentimos impotentes diante de problemas que parecem bem acima da nossa capacidade, mas se cada um fizer o pouco que está ao seu alcance, tudo fica mais fácil para todos. Se tudo que está ao seu alcance fazer é reclamar, reclame! Mas reclame pra muita gente... ;-)

Estado de Minas: opiniao.em@uai.com.br

Aqui: povo.aqui@uai.com.br
(se preferir ligar pro Alô!Alô!, o telefone é 31 3263-5372)

Hoje em Dia: opiniao@hojeemdia.com.br

O Tempo e o SuperNotícias são tão espertos que publicam as cartas de leitores nos seus sites mas não informam para onde os leitores devem enviá-las. Entrei em "fale conosco" e na falta de uma sessão "cartas dos leitores", anotei os seguintes e-mails, válidos para ambos os jornais:
Redação: luciacastro@otempo.com.br
Redação internet: emtempo@otempo.com.br

4 comentários:

Tiago R Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson disse...

Olá,

Gostaria apenas de registrar que eu não acredito que quem lhe enviou esta postagem sobre a Linha Verde realmente faça uso da mesma em sua extensão. Conheço diversas pessoas de Lagoa Santa e Santa Luzia e todas elas comentam sobre o quanto a Linha Verde melhorou bastante as condições de acesso após os trechos em questão serem concluídos. Quando fui até o aeroporto de Confins, pude constatar pessoalmente.

Moro no bairro Cidade Nova e me beneficio diariamente das obras realizadas no cruzamento com a José Cândido da Silveira. O elevado sobre a Jacuí também facilita muito a vida de quem está de carro.

As obras que estão demorando a ser concluídas são as próximas ao Anel Rodoviário. As do Minas Shopping também (apesar dos viadutos já estarem quase concluídas) E elas realmente causam algum transtorno. A culpa cai na BHTrans porque ela é a responsável por coordenar o trânsito em meio às obras e, às vezes, não faz isso muito bem.

O resultado final de todas as alterações é positivo e contribui para melhorar o transito. Nenhum trecho *já concluído* está com trânsito pior que antes.

Eu utilizo também a Antônio Carlos diariamente e a trincheira com a Avenida Bernardo Vasconscelos foi uma obra excelente. Contudo, como se pode reparar, a criação da pista de ônibus piorou bastante o trânsito para os carros pois apenas 3 faixas não são suficientes para os carros, enquanto 2 faixas em cada sentido são excessivas para os ônibus. E isso é um trecho concluído. Já está assim, não vai melhorar a não ser com outra obra.

Podem fazer todo o tipo de crítica às obras porque, sinceramente, eu não sei dizer se houve desvio de dinheiro, corrupção ou que quer que seja. Mas, nos trechos concluídos, o trânsito melhorou sim. Qualquer pessoa que utilize diariamente a via pode notar isso. O problema é que os trechos que ficam engarrafados é que ficam na nossa cabeça. Em frente ao Minas Shopping, por exemplo, tem estado um inferno ultimamente, mas quem já viu o projeto sabe como vai ficar bem melhor depois, sem nenhum cruzamento.

jozi disse...

gostaria de fazer um comentario a respeito da decisao do governo sobre a vacina h1n1 gostaria que voces fizessem uma reportagem em cima desse assunto, eu acho que a faixa etaria que ficou fora do grupo de risco sao os que mais nescessitão da vacina pois sao crianças de 2 a 19 anos de idade q estao no periodo escolar q passao muito tempo dentro de uma sala de aula e que estao sujeito a contrair a doença muito obrigada pelo espaço que vcs dao aos leitores do aqui.

Anônimo disse...

Quero fazer uma reclamacao.eu moro perto do mega space em santa luzia,e ja nao suporto tanto barulho que eles fazem todas as quintas feira numa tal de arrancada,que vai ate 1h da manha,tenho que me levantar todos os dias as 5hs da manha e ja fico imaginando quando chega a quinta feira nao vou dormir.Onde esta a lei do silencio.